COMPARTILHE:    TRADUZA:

Atenção: "Informamos que os atendimentos presenciais no GFFA se encerrarão em 18/12/15 e retornarão em 09/01/16 com o atendimento aos Irmãos Menores Animais. Paz e Bem"!
VIDA E OBRA DE FRANCISCO DE ASSIS Vida e Obra de Francisco de Assis! In questa presentazione possiamo apprezzare oltre la biografia, una bellissima canzone ispirata dai suoi insegnamenti.

Nesta apresentação podemos apreciar além da biografia, uma linda canção inspirada em seus ensinamentos.
Salvatore Inguaggiato

Paese di Assis, Italia, dove è nato Giovanni Francesco Bernardone.
Cidade de Assis, Italia, onde nasceu Giovanni Francesco Bernardone.

São Francisco de Assis nasceu em Assis em 1182 e morreu em 1226. Giovanni Francesco Bernardone, era filho de um rico comerciante de tecidos. Era muito instruído: conhecia o latim, francês, e a língua e literatura provençal; quando jovem, deixou-se levar por uma vida despreocupada e mundana. Participou na guerra entre Assis e Perugia, e foi mantido em cativeiro por mais de um ano, durante o qual ele sofreu uma grave doença que o levou a mudar radicalmente o modo de vida: voltando a Assis em 1205, Francisco, de fato, dedicou-se à obras de caridade entre os leprosos e começou a se envolver na restauração de edifícios religiosos em ruínas, tendo tido uma visão de São Damião de Assis, que o ordenou restaurar a igreja dedicada a ele.

O Pai de Francisco, indignado com as mudanças na personalidade do filho e com as suas propostas de vida, o deserdou; em seguida, Francisco se despojou de suas vestes ricas, diante do bispo de Assis, que foi eleito por ele, árbitro da disputa. Ele dedicou os próximos três anos para cuidar dos pobres e leprosos nas florestas do Monte Subasio. Na capela de Santa Maria degli Angeli, em 1208, um dia, durante a missa, ele recebeu um convite para ir para o mundo e, de acordo com o texto do Evangelho de Mateus (10:5-14), dar tudo para fazer o bem em qualquer lugar.

Vida e Obra de Francisco de Assis!
Voltou a Assis no mesmo ano, Francisco começou sua pregação, reunindo ao seu redor doze seguidores que se tornaram os primeiros irmãos da sua ordem (então chamada de primeira ordem), e eleito Francisco como superior, escolhendo para sua primeira sede a igreja de Porciúncula. Em 1210 a ordem foi reconhecida pelo Papa Inocêncio III. Clara de Assis, em 1212 também tomou o hábito monástico, que institui a Segunda Ordem Franciscana, chamada de Clarissas. Por volta de 1212, depois de pregar em várias regiões italianas, Francisco partiu para a Terra Santa, mas um naufrágio o obrigou a retornar, e outros problemas impediram-no de espalhar seu trabalho missionário na Espanha, onde pretendia fazer conversões entre os mouros.

Em 1219 ele viajou para o Egito, onde pregou diante do Sultão, mas não conseguiu convertê-lo, depois foi para a Terra Santa, onde permaneceu até 1220, quando voltou, encontrou discordância entre os frades e pediu demissão de superior, dedicando-se ao que seria a terceira ordem dos Franciscanos, os terciários. Ele retirou-se para o monte Alverne, em setembro de 1224, após 40 dias de jejum e sofrimento enfrentados com alegria, ele recebeu os estigmas, as marcas da crucificação, com os quais, no entanto, algumas fontes não concordam.

Francisco foi levado para Assis, onde permaneceu por anos marcados pelo sofrimento físico e uma cegueira quase total, que não enfraqueceram, no entanto, o amor a Deus e à criação expressos no Cântico do Irmão Sol, provavelmente composto em Assis em 1225: ele o sol e a natureza são elogiados como irmãos e irmãs, e está contido no episódio em que o Santo prega para os pássaros. Francisco, que é o padroeiro da Itália, foi canonizado em 1228 pelo Papa Gregório IX. Freqüentemente, é representado numa iconografia tradicional: pregando para os animais ou com os estigmas.

  Quer conhecer a versão original desse artigo em Italiano? Então clique aqui